Atenção: devido ao alto fluxo de alterações de preços promocionais no período de Black Friday, podem ocorrer divergências nos preços entre a página de produto e o carrinho de compras.
Os valores válidos são os do carrinho. Durante os dias 23/24/25 e 26 de Novembro não teremos a opção boleto como forma de pagamento.
Buscar no site

Produtos - Entenda tudo sobre ar-condicionado

É extremamente comum surgirem dúvidas quando o assunto é ar-condicionado. Isso acontece justamente porque, apesar de ser um assunto popular, esses equipamentos trazem algumas questões técnicas relativamente complicadas de absorver, mas, acredite, não é difícil.

Podemos citar alguns exemplos, como a questão dos BTUs, variedade de modelos, diferentes nomenclaturas, especificidades de manutenção, formas de utilização, entre várias outras questões que provocam dúvidas nos consumidores.

Contudo, em meio a tantas dúvidas, há uma certeza: o ar-condicionado é um aparelho indispensável e cada vez mais requisitado, principalmente nesses últimos anos, em que cada verão tem feito mais calor que o anterior.

1 - Entenda como calcular os BTUs

Não é difícil entender o cálculo do BTU. E você já deve ter percebido que qualquer ar-condicionado vem com as especificações de BTUs. Além disso, é um assunto muito comentado e de conhecimento extremamente necessário na hora de fazer a aquisição. A ideia é simples, veja:

Sempre que for pensar em BTU, pense na unidade 600. Para cada pessoa ou aparelho que estiver ligado no ambiente, acrescente 600 BTUs. Além disso, a cada metro quadrado do ambiente, acrescente mais 600 BTUs. Por exemplo, numa área de 50 m², com 2 computadores e 3 pessoas, você precisará de um aparelho de ar-condicionado com 33 mil BTUs.

Cálculo

50 x 600 (metro quadrado) + 2 x 600 (computadores) + 3 x 600 (pessoas). Se você multiplicar dará 33 mil. Portanto, seu ar condicionado deve ter capacidade de 33 mil BTUs ou mais. Caso contrário, você não conseguirá resfriar o ambiente adequadamente.

IMPORTANTE: Lembre-se que, se a área estiver exposta a luminosidade do sol, você precisará acrescentar mais 800 BTUs na conta.

BTU significa "Unidade Térmica Britânica". Trata-se de uma unidade de energia térmica bastante usada para equipamentos eletrônicos.

Viu como é fácil? Basta acrescentar 600 BTUs para cada pessoa e equipamento, mais 800 BTUs caso a área esteja exposta ao sol.

Em caso de maiores problemas, faça o cálculo de BTUs em nossa calculadora. E descubra o ar ideal para seu ambiente!

2 - Ar condicionado, climatizador, circulador ou ventilador?

Antes de procurar seu ar-condicionado ideal, é importante entender as diferenças entre o ar-condicionado e os demais aparelhos que simulam uma função parecida. Senão é capaz de você comprar o aparelho errado, simplesmente porque será influenciado por um vendedor ou pelo baixo preço de algum produto.

Vamos lá, começaremos pelo Climatizador.

Climatizador

O climatizador, diferentemente do ar-condicionado, não serve para resfriar a área, embora alguns aparelhos consigam diminuir até 5° C de certos ambientes. Sua principal função é umedecer e circular o ar.

Ele, intermitentemente, aumenta a umidade do ar através da evaporação da água, ideal para tempo seco, ajudando a evitar algumas doenças como renite alérgica, por exemplo.

Não é necessário isolar o ambiente como acontece com o ar-condicionado, uma vez que o climatizador tende a trabalhar melhor a circulação do ar. Se você está pensando exclusivamente em deixar sua casa mais fresca, fria ou quente, o climatizador não é sua melhor opção de aparelho.

Circulador

Não confunda circulador com ventilador. Diferentemente do ventilador, a principal função do circulador é distribuir o ar de forma homogênea por todo o ambiente. Ele é silencioso, perfeito para quem quer distribuir o ar e não ser incomodado com o barulho durante a noite.

Ele também não diminui a temperatura e é ineficiente em grandes ambientes.

Ventilador

Talvez esse seja o equipamento mais popular. Normalmente destinado para uma pessoa, o ventilador movimenta o ar em apenas uma direção. Por mais que você o ligue no modo giratório, não promoverá uma circulação homogênea de ar como acontece com o circulador e alguns modelos de climatizadores.

O ventilador também não promove a queda de temperatura e é ineficiente em grandes ambientes.

Ar-condicionado

Este é o aparelho mais requisitado, se o assunto for controlar o calor. Ao contrário do que muita gente pensa, o ar-condicionado não deixa o ar impuro ou impróprio para respiração. Com ele, é possível controlar a temperatura de acordo om sua preferência, tanto quente como frio.

Para utilizar o ar-condicionado com eficiência, é preciso vedar o ambiente. Em outras palavras, precisará fechar as portas e janelas. Ideal para qualquer condição climática, esse equipamento também pode ser eficiente em grandes ambientes, desde que tenha a capacidade de BTUs adequada (veja o cálculo acima). Ele, no entanto, consome mais energia que as três opções supracitadas. Alguns modelos exigem auxílio profissionalizado para instalação e manutenção, além de certificado para mudanças estruturais no domicílio, já que é necessária a inserção de tubulações.

3 - Ar-condicionado de Janela, Portátil, Split, Minisplit ou Splitão?

Pois bem, se você leu os dois itens acima, já sabe como calcular o BTU do seu ar-condicionado e a diferença dele para os climatizadores, circuladores e ventiladores. Agora, falta mais um último passo antes de comprar o seu: qual modelo escolher?

É importante ter em mente que, da mesma forma que comprar um ar-condicionado com a capacidade de BTU inadequada para seu ambiente não trará o resultado desejado, se você escolher o modelo errado também não. Então, vamos entender o básico necessário dos três principais modelos.

Ar-condicionado de Janela

O ar-condicionado de janela, também conhecido como "janeleiro", é um dos modelos mais comuns. Trata-se daquele em que boa parte do aparelho fica para o lado de fora da casa. Isso porque esse ar-condicionado retira o ar quente de dentro do ambiente e o joga para fora. É um dos modelos menos tecnológicos que estão no mercado.

Ele é recomendado para ambientes pequenos, porque possui baixa capacidade, com menos BTUs. Além disso, é compacto, de fácil instalação. Contudo, com esse modelo, é bom não se importar com um leve ruído no ambiente.

Ar-condicionado Portátil

Esse modelo, em geral, chama atenção por gastar muita energia. É bem utilizado em ambientes pequenos, até 20 m², por possuir baixa capacidade de BTUs. Normalmente usado em apartamentos e em casas que não podem sofrer mudanças estruturais, já que ele, na maioria dos casos, não precisa de instalação.

O funcionamento é muito parecido com o ar-condicionado de janela, retirando o ar quente de dentro do ambiente, o jogando para fora. Sua principal vantagem já está no nome, é o fato de ser portátil. Mas é necessário ter uma janela no ambiente para que o ar quente possa ser jogado para fora.

Se você não pode fazer um furo na parede, e nenhuma mudança estrutural, o ar-condicionado portátil é o mais recomendado.

Ar-condicionado Split

O ar-condicionado Split é um dos modelos mais tecnológicos e, como o próprio nome já sugere (Split, em inglês, significa "Separado"), ele trabalha separadamente com duas peças: condensadora e evaporadora.

A condensadora é a parte que fica do lado externo, responsável por resfriar o ar - em alguns modelos fazendo bastante barulho. Já a evaporadora é instalada no lado interno, responsável por lançar o ar frio para o ambiente. Este aparelho suporta grandes áreas, pois possui alta carga de BTUs, podendo chegar a 80 mil BTUs.

Ele pode ser instalado com facilidade, apesar de necessitar da ajuda de profissionais qualificados, sendo que é necessário apenas abrir um buraco para passagem das tubulações. Você encontrará no mercado modelos bonitos e sofisticados, com baixíssimo nível de ruído interno.

Este modelo funciona perfeitamente tanto em ambientes grandes como pequenos, embora seja recomendado para grandes áreas. Se você pode fazer reformas estruturais no imóvel ou possui algum comércio, este modelo é o mais indicado.

Para utilizar o ar-condicionado com eficiência, é preciso vedar o ambiente. Em outras palavras, precisará fechar as portas e janelas. Ideal para qualquer condição climática, esse equipamento também pode ser eficiente em grandes ambientes, desde que tenha a capacidade de BTUs adequada (veja o cálculo acima). Ele, no entanto, consome mais energia que as três opções supracitadas. Alguns modelos exigem auxílio profissionalizado para instalação e manutenção, além de certificado para mudanças estruturais no domicílio, já que é necessária a inserção de tubulações.

Outros modelos e tecnologias

Você também encontra no mercado variações do modelo Split e tecnologias mais avançadas. Abaixo, descrevemos as características dos modelos Minisplit e Splitão, além de como funciona a tecnologia Inverter.

Mas você também encontra modelos como Split Parede, Piso Teto, Split Cassete, Split Duto, Multi-Split, entre vários outros.

Lembre-se que existem outros sistemas além do Split, como o Self, Chiller, VRF etc.

Ar-condicionado Minisplit

Trata-se dos mesmos modelos Split Hi-Wall, contudo, a evaporadora, que fica do lado interno, é menor. Os fabricantes têm explorado muito este modelo, já que as novas moradias, principalmente os apartamentos, têm sido construídas cada vez em menores dimensões.

Ar-condicionado Splitão

O modelo Splitão, também chamado de Built-in ou dutado, é conhecido por ser mais pesado. Ele é dividido em três ou mais partes, sendo uma externa (condensadora) e duas ou mais internas (evaporadoras). As evaporadoras podem ficar tanto à vista como dentro de forros, gesso, armários etc.

Como você já deve ter percebido, ele é recomendado para grandes ambientes, como supermercados, empresas, grandes lojas, shoppings etc. A manutenção deste aparelho é mais complicada, uma vez que de tempos em tempos é necessário fazer a limpeza dos dutos.

Tecnologia Inverter

Alguns modelos de ar-condicionado utilizam a tecnologia Inverter. Trata-se de uma solução inteligente para economizar energia. Na prática, essa tecnologia controla o fluxo de energia do sistema. Em outras palavras, isso significa que o compressor do ar-condicionado quase nunca desliga e gasta energia o tempo inteiro, mas com a tecnologia Inverter a energia do compressor é diminuída quando não há necessidade de operar em alta capacidade, reduzindo até 60% do consumo de energia se comparado com os modelos Split tradicionais.

4 - Cuidados na Instalação do ar-condicionado

Alguns modelos de ar-condicionado podem ser instalados facilmente, outros apenas com a ajuda de um profissional qualificado, e alguns nem precisam de instalação (no caso dos portáteis).

Portanto, você já deve ter percebido que, para instalar o ar-condicionado, primeiro é necessário saber qual o modelo que você comprou. Então, vamos a algumas questões.

Imóvel alugado

Normalmente, em casos de imóveis alugados, são proibidos quaisquer tipos de reformas estruturais. Na prática, você não pode derrubar paredes e mudar, de qualquer forma, a estrutura do imóvel. Nem que seja a reforma mais simples, pois o contrato impede.

Neste caso, você já pode descartar o ar-condicionado Split. Portanto, sobram os modelos: de janela e portátil. Contudo, em alguns casos, o inquilino não pode nem fazer sequer um furo na parede. Assim, já pode descartar também o ar-condicionado de janela. O que sobra é o ar-condicionado portátil, que despensa instalação. Se você não tem problemas com reformas, veremos então como fazer a instalação do modelo de janela, Split ou Splitão.

Precauções com a instalação

É possível que você perca a garantia do produto caso opte for fazer a instalação por si só, já que existem recomendações de fábrica para que o aparelho seja instalado por um profissional qualificado. "Os pontos mais críticos são a limpeza e o vácuo da tubulação, que devem ser feitas por especialistas", afirma Rodrigo. Ele ainda acrescenta "Materiais de qualidade como disjuntores, cabeamento, tubulação e isolamento também fazem a diferença", conclui.

Desta forma, antes de instalar, é preciso ficar atento a:

  • Capacidade elétrica do aparelho (normalmente são 220V).
  • Tubulação: deve ser usado cobre ao invés de alumínio, de acordo com o manual.
  • Fixação: atenção para não comprometer a estrutura da parede ou deixar o aparelho mal fixado.
  • Objetos na frente do evaporador, pois eles podem comprometer a absorção do ar quente do ambiente.
  • Objetos na frente do condensador, pois eles podem impedir o fluxo de ar.
5 - Manutenção/ Limpeza do ar-condicionado

Se não fizer a manutenção do ar-condicionado com a periodicidade correta para seu modelo, terá uma redução na vida útil do seu aparelho. Uma das características da manutenção é a limpeza do aparelho, que consiste em limpar todas as peças, tais como turbina, serpentina, bandeja do condensado etc.

Se o aparelho estiver sujo, algumas consequências óbvias irão surgir. A diminuição da ventilação é comum nesses casos, uma vez que a sujeira impede a evaporadora de circular o ar.

Além disso, ainda há a consequência mais tradicional: a qualidade do ar ficará pior, o que prejudica sua saúde. É interessante limpar o ar-condicionado pelo menos uma vez por mês, para garantir a qualidade do ar e o desempenho do aparelho.

Você pode ler alguns artigos na internet, dar uma estudada, e fazer a limpeza do ar por conta própria. Mas cuidado. É altamente indicado que a manutenção/ limpeza do ar seja feita por um profissional qualificado, tanto para garantir a eficácia da limpeza quanto para não quebrar o aparelho. Em alguns casos, se optar por limpar por conta própria e danificar o produto, poderá perder a garantia de fábrica.

Cada aparelho tem sua recomendação específica para limpeza e manutenção preventiva. Por isso é importante ler o manual do fabricante a fim de verificar a periodicidade. Trocar os filtros, ter atenção adequada às alhetas, bombas, ventiladores e motores é essencial para garantir o bom funcionamento do ar-condicionado.

"A limpeza dos filtros e a parte externa da evaporadora podem ser realizadas pelo próprio usuário. A retirada e a recolocação destes componentes são tarefas bastante simples"

explica Rodrigo Sanfelice, consultor pós venda de ar condicionado.
6 - Afinal, ar-condicionado faz bem ou mal para saúde?

O ar-condicionado não faz mal à saúde. Pelo contrário, como possui filtros antimofo e antibactéria, ele melhora a qualidade do ar, prevenindo doenças e ajudando a respirar com facilidade e qualidade. Sobretudo pessoas que possuem problemas respiratórios, principalmente com relação às impurezas no ar. São os casos de renites alérgicas, por exemplo.

No entanto, conforme descrito acima no item 5 (Manutenção/Limpeza do ar-condicionado), se o aparelho não estiver com a limpeza/ manutenção em dia, ao invés de melhorar a qualidade do ar ele fará o contrário: deixará o ar ainda mais impróprio para respiração, o que ocasionará um mal à saúde.

Além disso, ainda cabe uma ressalva: a maioria dos aparelhos não vem equipado com umidificadores. Isso significa que a umidade do ambiente pode diminuir, o que prejudica a qualidade do ar, principalmente em tempos secos. Por outro lado, é essa ação, de retirar a umidade do ar, que deixa o ambiente geladinho, garantindo a eficiência do aparelho.

Mas você pode usar algumas estratégias para driblar esse "probleminha", como umedecer as narinas antes de dormir ou colocar uma bacia de água no ambiente, principalmente à noite, para garantir um sono de qualidade.

Atenção! É importante ter cuidado com uma questão que é quase um mito sobre ar-condicionado. É comum ouvir que para usar o ar-condicionado é necessário vedar o ambiente, fechando janelas e portas. Isso é verdade, pois o aparelho precisa retirar o ar quente de todo o espaço. Mas isso não significa que as janelas e portas devam ficar sempre fechadas.

Como ação preventiva, é extremamente importante para saúde sempre abrir as janelas e renovar o ar do ambiente. Caso contrário, a qualidade do ar interno ficará pior que o ar da rua, ou seja, com ainda mais impurezas. Deixe a janela aberta antes de usar o ar. Feche-a quando estiver utilizando o aparelho. E abra-a novamente quando desligar o ar-condicionado.

7 - Por que meu ar-condicionado fica pingando ou congelando?

O ar-condicionado pode começar a pingar, ou seja, ter vazamento de água, ou congelar por diversos motivos. Caso este seja seu caso, procure um profissional especializado, porque cada um desses possíveis motivos tem uma ação diferente para conserto. Neste artigo, listaremos alguns casos para que você tenha noção quando receber o orçamento do especialista, acompanhe.

  • A instalação do aparelho está inadequada.
  • A manutenção/ limpeza preventiva não foi realizada.
  • A drenagem do aparelho está quebrada ou suja.
  • Falta de gás refrigerante.

Se o aparelho estiver mal nivelado ou com a mangueira mal inserida, o técnico especializado precisará reinstalar o ar-condicionado. Segundo as especificações do fabricante, a falta de manutenção periódica também pode ocasionar em vazamento de água. O acúmulo de sujeira cria uma crosta que, em contato com a água condensada, bloqueia o orifício de drenagem do aparelho, também ocasionando vazamentos.

O processo de drenagem também pode estar danificado. De qualquer forma, um técnico especializado precisará fazer a verificação.

Já a falta de fluído refrigerante, uma espécie de gás, acaba congelando a serpentina. Esse congelamento cria uma grande pedra de gelo que, ao derreter, aumenta o volume de água, pingando pela evaporadora.

Congelamento

Existem alguns motivos que podem fazer seu ar-condicionado congelar. Em dias de extremo frio isso pode acontecer, já que estes aparelhos não são projetados para operar em temperaturas abaixo de 17°C. Nestes casos, a condensadora pode congelar.

Podem haver vários outros motivos, como má configuração do termostato, vazamento de água (que congela antes de pingar), desregulamento da carga do fluído refrigerante, problemas no motor de ventilação, maior potência (BTU) que o necessário, entre vários outros problemas.

Da mesma forma que o vazamento, se o seu ar-condicionado estiver congelando, também precisará do auxílio de um profissional qualificado.

8 - Como economizar energia com o ar-condicionado?

Uma das maiores preocupações de quem compra ar-condicionado é em relação à economia de energia. É fato: sua conta de luz será impactada. Mas há diversas ações que podem ser tomadas para que o impacto seja o menor possível, aliviando ao máximo seu bolso.

Abaixo, listamos uma série de boas práticas que vão de ajudar a economizar energia com seu aparelho:


  • Quando for escolher o modelo de ar-condicionado, dê preferência para os automatizados, que podem ser programados com um timer. Aparelhos com a tecnologia Inverter pode ser uma boa escolha.
  • Compre um ar-condicionado com a capacidade ideal para seu ambiente (BTUs). Aprenda a calcular a capacidade ideal neste artigo, no item 1.
  • A condensadora, parte do aparelho que fica do lado externo, deve estar em um ambiente com boa circulação de ar para economizar energia.
  • Não exponha o aparelho à luminosidade do sol. Isso fará com que tenha que gastar mais energia para resfriar o ambiente. Evite o calor do sol em todo o ambiente, fechando janelas e persianas.
  • Faça a manutenção preventiva e mantenha os filtros limpos para que o aparelho não trabalhe forçado, aumentado o desempenho e o gasto de energia.
  • Se o seu ar-condicionado não for Inverter ou não tiver alguma forma de automatização, desligue-o quando for sair de casa por um longo tempo. Se for sair por pouco tempo não desligue, porque o aparelho irá gastar mais energia para resfriar o ambiente novamente.
  • Os aparelhos que esfriam pelo método de evaporação consomem menos energia.
  • Sempre instale a evaporadora (peça interna que lança o ar frio) na parte de cima do ambiente. Isso porque o ar frio é mais denso e tende a descer, diferentemente do ar quente que sobe. Desta forma, você facilitará o trabalho do aparelho, contribuindo para o bom funcionamento e economia de energia.
  • Saiba regular a temperatura de acordo com a necessidade térmica. Não faz sentido fazer o aparelho operar em alto desempenho se não está muito calor.

Segundo Rodrigo Sanfelice, a correta capacidade a aplicação do aparelho é fundamental para o bom funcionamento e, por decorrência, economia de energia, já que os ambientes são diferentes. A mesma metragem e o mesmo número de pessoas em um escritório, é bem diferente de uma academia.

9 - Meu ar-condicionado está gerando mau cheiro, o que fazer?

É extremamente desagradável quando se está em casa ou no escritório e, ao ligar o ar-condicionado, surge um forte odor. Muitas vezes, o mau cheiro não passa e é necessário tomar algumas atitudes para se livrar desse problema.

Se o dreno do aparelho, por exemplo, estiver mal direcionado, certamente provocará odores. O dreno não pode ser instalado virado para ralos ou esgotos, mas sempre para pontos pluviais, limpos pela chuva que não acumulam mau cheiro.

Fungos e microrganismos são protagonistas nesse momento. Portanto, limpar o ar-condicionado, trocar os filtros e fazer a manutenção preventiva são precauções essenciais para evitar o mau cheiro.

Outra ação muito importante é renovar o ar do ambiente. Para um bom funcionamento do aparelho é ideal que a área esteja vedada, com janelas fechadas, para que o ar quente possa ser jogado para fora. Mas sempre abra as janelas depois de um tempo. Isso fará com que o ar se renove, seja nos dutos ou simplesmente dentro do ar-condicionado Split tradicional.

Alguns aparelhos possuem função de limpeza automática, denominada como "Auto Clean", ideal para evitar odores. O acúmulo de poeira, umidade e outras impurezas, boa parte das vezes, são os vilões responsáveis pelo mau cheiro do ar-condicionado.

"Alguns problemas clássicos podem ocasionar mau cheiro, como escoamento de água do produto direto em ralos sem sifão, filtros sujos ou simplesmente acúmulo de água no interior do aparelho, o que gera mofo"

alerta Rodrigo.
10 - Função quente e frio

As pessoas associam o ar-condicionado somente à função de resfriamento, mas esquecem de que a maioria dos aparelhos também pode executar a função de aquecer o ambiente. Esse processo nos aparelhos quente/frio é conhecido como "ciclo reverso".

Você pode mudar a função de resfriamento para aquecimento diretamente no controle remoto do ar-condicionado.

Mas aqui cabe uma ressalta: não altere o modo "frio" para o "quente" de uma hora para outra. Isso pode prejudicar seriamente o funcionamento do aparelho. Portanto, desligue o ar-condicionado primeiro. Espere cerca de 5 minutos e ligue a função "quente".

De acordo com o consultor pós venda, especialista em ar-condicionado, Rodrigo Sanfelice, esses modelos de ar-condicionado consomem menos que os aquecedores a óleo ou a resistência "uma vez que eles aquecem o ambiente mais rápido", explica.

Vale a pena ter um ar-condicionado quente/frio em sua casa ou escritório. Em dias muitos frios estes aparelhos são extremamente úteis. Contudo, o mais importante é em relação à economia ($$). É muito mais barato comprar um ar-condicionado modelo quente/ frio do que comprar dois aparelhos diferentes: um aquecedor e um ar-condicionado. Isso porque o preço do modelo quente/ frio é compatível aos modelos tradicionais de ar-condicionado no mercado.

Chat
Segunda à sexta das 8-18h

Televendas/SAC
0800 889 4888
Segunda à Sexta das 8-20h
Televendas: Sábado das 9-13h

E-mail
sac@multiarvirtual.com.br

Lojas Fisicas
Segunda à Sexta das 8-18h
Televendas: Sábado das 9-12h

Somos a Leveros

Entregamos a solução mais completa de climatização com a experiencia mais simples para nossos clientes e parceiros, pessoas que confiam em nós e que, por isso, nos fazem orgulhosos do nosso trabalho.

Blog

28 de maio de 2015A importância da limpeza do ar-condicionado

Para que não ocorra incidentes como, reações alérgicas e rinites, alguns cuidados devem ser tomados com o seu aparelho de ar-condicionado... Leia Mais

Siga-nos

Atendimento ao Cliente

Televendas: 0800 889 4888 / 18 3302-4887

Horário de Atendimento:

Segunda à sexta das 8 - 20h

Sábado das 9 - 13h


SAC: 0800 889 4888

Horário de Atendimento:

Segunda à sexta das 8 - 18h

Formas de pagamento
  • MasterCard
  • Visa
  • Amex
  • Elo
  • Hipercard
  • Diners
  • BNDES
  • Banrisul
  • Banco do Brasil
  • Itáu
  • Bradesco
  • Opção de pagar com 2 cartões
Reconhecimento
  • Reclame Aqui
  • Selo 39 Anos
  • Selo Época RA
Segurança
  • VTEX PCI Certified
  • Selo Clearsale

Horário de Atendimento SAC: Seg a Sex das 8:00 horas até as 18:00 horas | E-mail: sac@multiarvirtual.com.br | Telefone: 0800 889 4888 | *Em caso de divergência de preços no site, é válido o valor do Carrinho de Compras.

Endereço: Avenida Rui Barbosa, 2797 - Jardim Paulista -CEP 19816-000 - Assis/SP. Razão Social (Matriz): Refrigelo Climatização de Ambientes S.A. CNPJ: 61.502.324/0001-12. Faturamento/Expedição: Palmas/TO, Uberlândia/MG e Alhandra/PB.